Perguntas frequentes

Não

  • Energia – eficiência energética, etiquetagem e equipamentos, componentes, processos e sistemas para captação, geração, transmissão, distribuição, monitoração e medição de energia, armazenagem de baterias/pilhas;
  • Saneamento Básico – equipamentos, componentes, processos e sistemas nas quatro vertentes do Saneamento Básico: abastecimento de água, esgotamento sanitário, drenagem de águas pluviais e resíduos sólidos;
  • Construção Civil – equipamentos, componentes, processos e sistemas construtivos para habitação de interesse social e edificações sustentáveis;
  • Segurança Pública – equipamentos, componentes, processos e sistemas que contribuam para solucionar ou reduzir a ocorrência de crimes na sociedade;
  • Mobilidade urbana – equipamentos, componentes, processos e sistemas que contribuam para solucionar ou reduzir os problemas de mobilidade enfrentados pelos grandes centros urbanos;
  • Produção Agrícola – equipamentos, componentes, processos e sistemas que contribuam para solucionar ou reduzir os problemas de produção, estocagem e transporte de produtos agrícolas;
  • Produção Mineral – equipamentos, componentes, processos e sistemas que contribuam para solucionar ou reduzir os problemas de prospecção, produção, armazenagem, processamento e transporte de produtos minerais, incluindo os aspectos de segurança e saúde em toda a cadeia produtiva relacionada a este tema;
  • Petróleo e Gás Natural – equipamentos, componentes, processos e sistemas relacionados à cadeia de exploração, refino, processamento, transporte e distribuição.

Sim

Junto com toda equipe como foi explicado na pergunta anterior

Período de inscrições 06/06/16 a 17/07/2016;

Seleção intermediária: 18/07/16 a 22/07/16;

Divulgação dos projetos melhor classificados: 25/07/16 (limite de 20 projetos);

Oficina “Transforme sua Idéia em Modelo de Negócio” (Sebrae) para as equipes dos projetos selecionados: Agosto/16;

Oficina “Plano de Negócios – Começar Bem (Sebrae) para as equipes dos projetos selecionados: Setembro/16;

Oficina “Propriedade Industrial (Village Marcas e Patentes): Outubro/16;

Entrega da documentação final dos projetos selecionados: 24/10/16;

Seleção final: 19, a 21/10/16;

Divulgação dos trabalhos premiados e entrega da premiação: 10/11/16.

Os alunos dos 10 (dez) projetos classificados para a seleção final receberão o Certificado de Atividades Acadêmicas Relevantes emitido pelo Programa CreaJr-BA e o professor receberá o Certificado de Orientação.

Os 3 (três) projetos melhores classificados, conforme decisão da Comissão Julgadora receberão:

  • “Troféu Arlindo Fragoso de Tecnologia e Inovação – Edição 2016”. Cada membro de equipe premiada, incluindo seu professor orientador, receberá a “Medalha Arlindo Fragoso de Tecnologia e Inovação – Edição 2016”.
  • Uma vaga no processo seletivo de pré-incubação da INOVAPOLI – UFBA;
  • Consultoria específica para a proteção da propriedade industrial;
  • Apoio financeiro para viabilização das atividades iniciais do projeto, nos valores a seguir, conforme a sua colocação:
    • 1º Colocado: R$ 10.000,00 (DEZ MIL REAIS);
    • 2º Colocado: R$ 5.000,00 (CINCO MIL REAIS);
    • 3º Colocado: R$ 3.000,00 (TRÊS MIL REAIS).

O julgamento dos trabalhos será realizado por Comissão Julgadora. Os membros da Comissão Julgadora atribuirão, a cada projeto proposto, notas de 0 a 10, segundo os critérios e pesos apresentados a seguir:

a) Grau de inovação (Peso 3):

  • Originalidade – uso de soluções ainda não adotadas – 5 pontos
  • Grau de ineditismo – nível regional, estadual, nacional e internacional  -5 pontos

b) Aplicabilidade (Peso 4):

  • Investimentos necessários  – 3 pontos
  • Tempo necessário – 3 pontos
  • Capacidade de solução de um dado problema  – 4 pontos

c) Impactos – influência positiva da aplicação do projeto nas seguintes áreas (Peso 2):

  • Tecnológica – capacidade de gerar novos produtos e conceitos – 2 pontos
  • Econômica – capacidade de gerar recursos financeiros – 2 pontos
  • Social – grau de contribuição para o bem-estar e qualidade de vida – 3 pontos
  • Ambiental – grau de influência positiva para o meio-ambiente  – 3 pontos

d) Apresentação (Peso 1):

  • Síntese – grau de objetividade na apresentação do projeto 3 pontos
  • Estrutura lógica – apresentação e organização da proposta 3 pontos
  • Texto – clareza, qualidade ortográfica e gramatical 4 pontos

f) Os projetos que tiverem nota inferior a 5,0 serão automaticamente desclassificados;

g) O julgamento dos trabalhos será composto das três etapas descritas a seguir:

  • Pré-seleção de até 20 (vinte) trabalhos pela Comissão Julgadora, segundo ordem de classificação, baseada nos critérios de julgamento mencionados no item (d). Essa etapa depende da quantidade de trabalhos recebidos.
  • Seleção intermediária dos 10 (dez) trabalhos melhor classificados pela Comissão Julgadora, assegurado o atendimento aos critérios estabelecidos neste Edital.
  • Seleção final dos 3 (três) trabalhos melhor classificados pela Comissão Julgadora, assegurado o atendimento aos critérios estabelecidos neste Edital.

Na fase de inscrição todos os membros da equipe proponente deverão preencher a ficha de inscrição disponível para download, assiná-la e enviá-la, inlcusive o professor orientador.

Cópia autenticada da declaração da instituição de ensino superior e/ou escola técnica assinada pelo órgão competente, de que cada um dos componentes da equipe está matriculado no semestre 2016.1, contendo o período e o curso em que o estudante está cursando;

Cópia legível de documento de identidade, com foto de cada um dos membros da equipe, inclusive do professor orientador;

Declaração de orientação assinada pelo professor orientador, autorizando a divulgação do trabalho (ver modelo no Apêndice II);

Declaração de autoria e autorização de publicação do trabalho, preenchida e assinada por todos os membros da equipe (ver modelo no Apêndice III);

Autorização do uso de imagens, textos, vozes, nomes e marcas, em qualquer meio de divulgação e promoção, sem ônus ou termo de retribuição, assinada por todos os membros da equipe, inclusive pelo professor orientador do trabalho (ver modelo no Apêndice IV);

Os participantes que forem menores de 18 anos deverão também apresentar documento, assinado por um pai ou responsável legal com reconhecimento de firma em cartório, contendo autorização para sua participação no prêmio e para o uso de suas imagens, textos, voz e nome, em qualquer meio de divulgação e promoção, sem ônus ou termo de retribuição (ver modelo no Apêndice V);

Um segundo envelope, também lacrado e identificado somente pela palavra PROPOSTA e pelo título do trabalho proposto, deverá conter uma apresentação sucinta do trabalho (ver roteiro no Apêndice VI).

Na  fase final, a equipe proponente deverá encaminhar os seguintes documentos: Roteiro para apresentação do resumo (limitado a 3 páginas) conforme modelo no Apêndice VII, roteiro para apresentação do trabalho completo (limitado a 25 páginas) conforme modelo no Apêndice VII, modelo de copyright, conforme Apêndice IX.

Sim

Não

Equipes de até 3 (três) alunos de curso superior e/ou médio da área tecnológica, sendo possível a participação de, no máximo, mais 2 (dois) alunos de outras áreas de conhecimento. As equipes poderão ser compostas por estudantes de diferentes IES e /ou Escolas Técnicas , públicas ou provadas desde que todas sejam localizadas no estado da Bahia.

Não poderão participar

Equipes de estudantes devidamente matriculados nos cursos superior e técnico da área tecnológica do Sistema Confea-Crea no estado da Bahia, que já tenha cursado pelo menos 50% dos períodos do curso até o fim do semestre de 2016.1. Não esquecer que é necessário a anuência de um professor orientador.

06/06 a 17/07/2016